Catraia

A sonoridade dos Catraia é claramente enraizada na tradição, mas cultivada pelas suas próprias mãos.

O Fado, a guitarra portuguesa, os tambores e as marchas populares são os ingredientes de todas as melodias a que se juntam a melancolia do sul de Portugal, os ritmos da tradição folclórica e o tempero de toda a lusofonia.

Em atividade desde 2013, a banda liderada pela voz de Inês Bernardo (finalista do Festival da Canção 2011) já editou o disco “Banda da Catraia”, tocou em diversos festivais e auditórios, abriu em 2018 o concerto de Mariza em Leiria e já deixou a sua marca em Espanha por diversas vezes: “A Catraia foi a revelação da noite com os seus ritmos contagiantes e a simpatia da sua cantora (….). A sua voz e estética doce contrastaram com o potente concerto desta banda portuguesa que reinventa o fado com toques pop e que apresentou várias canções do seu próximo trabalho.” – in Agencia EFE.

A esta voz doce se juntam Ricardo Silva na guitarra portuguesa, Rui Amado na guitarra clássica, Paulo Bernardino nos sopros e teclas, Adelino Oliveira no contrabaixo, e João Maneta nas percussões.

No decorrer deste ano e enquanto preparam novo disco, a ser editado no início de 2021, os Catraia foram escolhidos por Manuel Moura dos Santos, como convidados mistério no programa da RTP1, “A Batalha dos Jurados”, e receberam um caloroso apoio por parte do público.

Um espetáculo de harmonias ricas e melodias recortadas, enraizadas na tradição, mas modernas na sua expressão (ver vídeo).